_mg_6544

Setembro Roxo: O mês de conscientização da Fibrose Cística

O Setembro Roxo é o mês de conscientização da Fibrose Cística, doença genética que faz com que o corpo acumule secreções tipo muco em diversos órgãos, mas, principalmente nos pulmões e no pâncreas. Se não tratada precocemente pode ocasionar complicações como doença respiratória crônica e desnutrição.

A Fibrose Cística é uma doença que não tem cura, porém se identificada e tratada precocemente proporciona ao paciente uma maior qualidade de vida. Esta é uma das seis doenças pesquisadas na Triagem Neonatal, através do Teste do Pezinho, no Estado do Paraná. O Teste é realizado gratuitamente pela Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE) e identifica recém nascidos com suspeita de ter a doença, que só poderá ser confirmada através do Teste do Suor, também realizado pela Instituição.

Atualmente, existem 163 pacientes com Fibrose Cística realizando acompanhamento regular no Serviço de Referência em Triagem Neonatal no Paraná, só em 2018 foram detectadas 11 crianças com a doença.

A FEPE é responsável pelo Serviço de Referência em Triagem Neonatal no Paraná e o Laboratório Especializado em Triagem Neonatal de Santa Catarina, auxiliando na prevenção e diagnóstico de doenças raras. Além de fazer os exames, o Programa de Triagem Neonatal tem o compromisso de realizar exames confirmatórios, tratamento e monitoramento dos pacientes que estão em tratamento, através do SUS. O Programa é gratuito aos usuários dos sistemas público ou privado.

Teste do Pezinho realizado pela FEPE

_mg_6426

45 anos de ensino e aprendizado

A Escola Ecumênica comemora, na próxima quinta-feira (20/09), 45 anos de história voltada para a Educação Especial. Idealizada em 1970 por um grupo de mães, que devido à falta de acesso dos filhos a escola, buscavam atendimento para crianças maiores de oito anos. Essas mães logo ficaram conhecidas como “Grupo das Ecumênicas” devido à realização de reuniões harmoniosas, já que possuíam diversas religiões.

Inaugurada oficialmente em 20/09/1973, a Escola Ecumênica, prestava atendimento educacional a 43 alunos com Deficiência Intelectual. No ano seguinte, já atendia mais de 240. Atualmente, são mais de 300 estudantes matriculados no Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Nesses 45 anos de atividade, a Escola Ecumênica, já atendeu mais de 2.687 alunos.

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida, não apenas no âmbito escolar, mas também familiar, a Escola vem se destacando na realização de suas atividades. Segundo a Diretora da Escola, Dinéia Urbanek “Para o aluno que está matriculado é uma mudança total na qualidade de vida. Quando o aluno entra, ele é visto na sua totalidade, tanto no aspecto familiar, quando emocional, social e afetivo. Nós não nos limitamos apenas ao ponto de vista acadêmico”, afirma.

Todo o trabalho realizado é destinado à habilitação, reabilitação e inclusão do público atendido. Com uma equipe de profissionais dedicados, são ofertadas aos alunos diversas atividades. Além da grade curricular de Português, Matemática, Ciências, Geografia, História, Cultura e Artes o estudante tem a possibilidade de aprender com os projetos da Biblioteca, Brinquedoteca e Informática. A Diretora destaca que, a grande diferença no atendimento está, não apenas na escolarização, mas também, na estimulação neurossensorial que o aluno recebe estando matriculado na Escola Ecumênica.

 

facebook

Bazar da Fepe vende mercadorias apreendidas pela Receita Federal

A Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional realizará um bazar com mercadorias apreendidas pela Receita Federal, oferecendo produtos com até 60% de desconto em relação aos preços de mercado, com itens de vestuário, mantas e acessórios.

O bazar será realizado no dia 18 de agosto de 2018, das 8h30 às 17h30, na sede da Fepe, na Avenida Prefeito Lothário Meissner, 836 – Jardim Botânico. A distribuição de senhas iniciará às 8 horas da manhã e a venda será restrita a 700 reais por cliente, vinculada ao CPF.

Além de dinheiro, as compras poderão ser pagas no débito ou no cartão de crédito, parceladas em até 4 vezes, com parcelas mínimas no valor de R$ 60, nas bandeiras Visa, Master, Elo, American Express, Dinners Club e Hipercard. Cheques não serão aceitos.

A Universidade Federal do Paraná disponibilizará o estacionamento gratuitamente para o evento.

Serviço – Bazar da Fepe
Data: 18/08/2018
Local: Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – Av. Prefeito Lothário Meissner, 836 – Jardim Botânico
Horário: Das 8h30 às 17h30, com distribuição de senhas a partir das 8h

03

Fepe realiza Semana de Segurança no Trabalho

Foi realizada, nos dias 26 e 27 de julho, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho – SIPAT. A série de palestras vem com a proposta de conscientizar e trazer conhecimento aos funcionários a respeito da prevenção de acidentes, saúde e segurança no local de trabalho.

Na abertura, o Diretor Presidente da instituição, Alexandro Luiz Barbosa, fez uma fala aos funcionários ressaltando a importância de eventos como esse. No primeiro dia de evento, a palestra “Brigada de Incêndio” ficou por conta de Silvana Balhana Ehlke, e a palestra “Gerenciamento de Resíduos Sólidos da FEPE”, por Teresinha Cordeiro e Yuri Cleverthon Sica.

No segundo e último dia, houve a palestra “Boas Práticas e Segurança Aplicada à Assistência aos Pacientes” e a repetição da palestra “Brigada de Incêndio”, que foram apresentadas por Teresinha Cordeiro e Silvana Balhana Ehlke, respectivamente.

Eventos como a SIPAT demonstram a importância que a Fepe dá ao conhecimento e ao bem-estar de seus funcionários e alunos.

f7

Fepe recebe cheque da Rede Solidária de Curitiba

f7

A Fepe recebeu um cheque no valor de 10 mil reais que serão revertidos para melhorias na infraestrutura da instituição. O cheque foi entregue no último sábado, 14 de julho, no evento Sopa Amiga, realizado pela Afece.

O valor foi doado pela Rede Solidária de Curitiba, que é uma rede formada por dez imobiliárias da cidade de Curitiba que realizam ações para beneficiar quatro instituições sociais: a Fepe, a Afece, o Hospital Pequeno Príncipe e a Sociedade de Socorro aos Necessitados.

Quem representou a instituição no evento foi a Diretora da Escola Ecumênica, Dinéia Urbanek, a Coordenadora da Captação de Recursos, Larissa Gomes e a Coordenadora de Projetos, Claudiane Pikes.

Agradecemos à Rede Solidária de Curitiba pelo apoio prestado à nossa instituição.

Primeiro dia Atletismo

Atletas Fepe conquistam medalhas nos Jogos Escolares do Paraná

jul-11-4

Com muito esforço e determinação, os alunos e atletas da Fepe voltaram para casa após a 65ª edição dos Jogos Escolares do Paraná com medalhas e muito orgulho por terem representado tão bem a nossa instituição.

A professora de Educação Física Euza a instrutora Ana Maria acompanharam os alunos Alexandre Farias de Oliveira, Ana Paula Bennert e Bruna Carolina Rodrigues na fase final dos Jogos, que foi realizada na cidade de Apucarana, no Paraná.

A professora Euza fala sobre a importância desse tipo de atividade na vida dos alunos: “Eles estão aprendendo muito, estão se divertindo, estão felizes! É muita superação: desde o dormir fora de casa, o dividir o banheiro, até comer em um lugar onde 3000 atletas estão fazendo as refeições”. A professora ressalta que o atletismo e as medalhas são apenas uma parte de todo o aprendizado que eles tiveram com a participação no evento.

Confira abaixo as medalhas recebidas pelos alunos:

ALEXANDRE FARIAS – SUB 16
2º lugar na prova de 75 metros rasos
3º lugar na prova de arremesso de peso

ANA PAULA BERNNET – SUB 18
2º lugar na prova de 400 metros rasos
3º lugar na prova de salto em distância

BRUNA CAROLINE – SUB 16
1º lugar na prova de 75 metros rasos
2º lugar na prova de arremesso de peso

img_6220

Festa Junina diverte alunos da Fepe e comunidade

img_6367

Pipoca, pinhão, danças, pescaria, boca do palhaço… Com isso e muito mais, a Festa Junina da Fepe arrancou muitos sorrisos dos nossos alunos, comunidade e profissionais. Realizada no sábado, 30 de junho, a festa contou com brincadeiras, comidas típicas e o sorteio da rifa de uma televisão de 40 polegadas. O evento foi aberto ao público, oferecendo a oportunidade da comunidade festejar conosco.

img_6213Durante a festa, nossos alunos participaram de apresentações de dança que encantaram os convidados. Organizadas e ensaiadas pela equipe de professores da Escola, as apresentações tiveram como tema principal o Brasil, com danças voltadas para cada região do país. Participaram das apresentações cerca de 140 alunos, que dividiram o espetáculo entre Fandango, Samba, Carimbó, Maculelê, Baião, Dança Indígena, Frevo, Dança Gaúcha e a apresentação “Imitando os Bichos”, que homenageou o estado do Mato Grosso.

Para a professora Marilda Rodrigues, a instituição ofereceu um “banho de cultura” para os convidados, e, para os alunos, proporcionou diversos benefícios, pois estas atividades incentivam a socialização, o desenvolvimento da coordenação motora, o respeito ao próximo e disciplina.

A vice-diretora da Escola, Heloane Sozzi, afirmou que eventos como este são muito importantes, pois geram vínculoimg_6196 entre a comunidade e os profissionais: “Percebemos que a festa aproxima muito as famílias da escola, pois elas têm contato direto com todos os profissionais, e acabam se sentindo assistidas e amparadas.”. Heloane ainda acrescentou que esses eventos ajudam na valorização do trabalho dos profissionais e criam oportunidades para que eles mostrarem a sua prática pedagógica de uma maneira diferente.

Nós ficamos muito felizes com o resultado da Festa Junina, e deixamos o nosso agradecimento a todos os profissionais e colaboradores que fizeram esse evento lindo acontecer. Obrigada!

 

junho-lilas

Junho Lilás – Teste do Pezinho, uma prova de amor

O Dia Nacional do Teste do Pezinho completou 10 anos!!!

O tema da campanha da FEPE este ano relembra que realizar o exame no período correto e ficar de olho no resultado é essencial para o futuro dos bebês. O procedimento é simples, obrigatório e gratuito e ajuda a prevenir doenças que podem comprometer irreversivelmente o futuro da criança
O teste integra o Programa Nacional de Triagem Neonatal, que estabelece ainda o acompanhamento médico e o tratamento de crianças com deficiência intelectual. Em boa parte dos Estados brasileiros estas etapas não são cumpridas, o que coloca em risco a qualidade de vida e o futuro dos portadores. O teste do pezinho é considerado como a principal forma de se conhecer o organismo do bebê. É um procedimento simples, que ajuda a descobrir se o recém-nascido pode já estar acometido de uma doença mental que irá se manifestar mais tarde. É um dos primeiros atos de amor da mãe para com o seu filho. Mesmo assim, precisa ser mais divulgado. Com esse objetivo, há dez anos atrás o governo federal instituiu o próximo dia 6 de junho como “Dia Nacional do Teste do Pezinho”. O teste do pezinho é tão importante quanto à caderneta de vacinação da criança, de acordo com os pediatras. É um procedimento muito simples, obrigatório e gratuito. Não traz riscos ao recém-nascido e deve ser feito na primeira semana de vida da criança. “A técnica é muito rápida e consiste da coleta de gotas de sangue a partir de um único furinho quase indolor no calcanhar (daí o nome do teste)”, explica a Gerente do SRTN PR (Serviço de Referência em Triagem Neonatal do Paraná), Mouseline Domingues. Essas gotas são posteriormente colhidas em papel filtro e levadas para análise em laboratório. Para os pediatras, elas podem ajudar a salvar vidas. Ao identificarem uma doença em antes que manifeste seus primeiros sinais, permitirão o seu tratamento nas primeiras semanas de vida do bebê, possibilitando que ele cresça saudável e possa exercer os seus direitos de cidadão.

Cumprimento da Lei

O dia 6 de junho foi sugerido por se tratar da data em que, no ano de 2001, foi assinada a Portaria do Ministério Público criando o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN). Ele é dividido em etapas que englobam desde o diagnóstico precoce, o acompanhamento e o tratamento de quatro doenças congênitas causadoras de deficiências: fenilcetonúria, hemoglobinopatias, fibrose cística e hipotireoidismo congênito. Desde que o Programa foi implantado, “a FEPE tem se desdobrado para que sejam cumpridas todas as previstas em Lei. As crianças com deficiências intelectuais recebem o acompanhamento médico e o tratamento, além de outras etapas importantes tem sido cumpridas, como a própria conscientização dos profissionais de saúde e a orientação dos pais”, explica Alexandro Luiz Barbosa, Diretor Presidente da Fepe.

Campanha Junho Lilás 

A iluminação em tom lilás, chama atenção para destacar a relevância do Teste do Pezinho: um exame rápido, gratuito e obrigatório por lei, que detecta doenças antes de os sintomas aparecerem. A Unisert (União Nacional dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal) desde o ano passado instituiu o Junho Lilás e a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional aderiu a campanha porque entende que a cor foi escolhida por representar tranquilidade e transformação. Para comemorar os 10 anos do Dia Nacional do Teste do Pezinho, O SRTN da FEPE elaborou um novo folder explicativo, na cor da tranquilidade.

Escola da FEPE homenageia o Laboratório

Na Escola da FEPE são atendidas quase 300 crianças com deficiência intelectual e múltipla deficiência. O atendimento na Escola Ecumênica acolhe a diversidade ao longo do processo educativo, oferece currículo adaptado e diversificado, organizados institucionalmente para apoiar, complementar e suplementar os serviços educacionais comuns. Para homenagear o Laboratório da FEPE, o professor de Artes Paulo Pienta, compôs a canção “Teste do Pezinho, uma prova de amor”. Um clipe do musical também será divulgado na mídia. A apresentação com o coral da Escola aconteceu no dia 6 de junho às 9:15, no Auditório da FEPE. Na ocasião, a FEPE também homenageou os colaboradores que há mais de 20 anos pertencem à essa família.

Ministério da Saúde

Em cada estado existe pelo menos um Serviço de Referência em Triagem Neonatal habilitado pelo Ministério da Saúde. No estado do Paraná, o laboratório da FEPE (entidade privada, sem fins lucrativos, que mantém além do laboratório outro grande projeto que é a Escola para quase 300 alunos com deficiência intelectual e múltipla) é quem atua com médicos especialistas e equipe multidisciplinar para atender todas as crianças diagnosticadas com as doenças do escopo do PNTN antes do aparecimento dos sintomas. O teste do pezinho coletado na rede pública de saúde é totalmente gratuito desde a triagem, confirmação diagnóstica, tratamento e acompanhamento e diagnostica precocemente as seguintes doenças.

musse16

Equipe do Laboratório da FEPE teve semana intensa ministrando capacitações em Santa Catarina

De Concórdia a Videira, a equipe do laboratório da Fepe parece incansável! Estudando muito, revisando conteúdos, cuidando dos detalhes, tudo para que os treinamentos aconteçam da maneira fepeana: investindo no potencial humano, tendo compromisso com a qualidade, agilidade e eficácia.

A Dra. Mouseline, gerente aqui do Laboratório, contou pra gente que no evento de capacitação triagem neonatal na Região de Concórdia SC, no dia 10, participaram 55 profissionais de saúde dos municípios da região de Concórdia e do extremo oeste de SC.

No dia seguinte, a equipe partiu para a região de Caçador, foram 52 profissionais que foram impactados com o jeito Fepe de capacitar pessoas. A equipe que acompanhou nossa gerente Musse contou com a Adriane e a Cirlene.

Mouseline FEPE

Na foto, da esq. para a dir.: As nossas Musse, Adriane e Cirlene junto com Ira Silva coordenadora da macro regional do meio oeste da atenção básica SES e Léa coordenadora Estadual da Triagem Neonatal de SC.

30deabril_banner-site

Super FEPE entra em ação para comemorar os 59 anos da instituição

Sua doação do imposto de renda para promover a habilitação e reabilitação das crianças e adolescentes com deficiência atendidos na Escola da FEPE.
A FEPE lança agora no mês de seu aniversário a Campanha “Transforme seu Leão em um Super-herói da FEPE”. Você pode doar até 3% do seu imposto de renda devido direto na declaração pessoa física até dia 30 de Abril. Aproximadamente 280 crianças com deficiências são atendidas pela Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe). Além da escola, elas têm acesso a serviços da área da saúde, como psicologia, terapia ocupacional e fonoaudiologia. Todos os serviços são reunidos na sede da instituição.
Acontece que para dar sustentabilidade a todos os programas é preciso bem mais do que apenas os convênios com órgãos públicos. Como entidade sem fins lucrativos, a Fepe tem construído seu trabalho com muita transparência e dedicação, tornando-se reconhecida por prestar um serviço de excelência a comunidade, com parcerias públicas, privadas e voluntariado. A doeação do seu IR devido será investido no Projeto “Construindo o Futuro da Criança com Deficiência – Módulo 2” da FEPE que tem como objetivo promover a habilitação e reabilitação das crianças e adolescentes com deficiência atendidos na Escola da FEPE. Este Projeto está aprovado para captação de recursos via Fundo Municipal para a Criança e o Adolescente – FMCA, ou seja, via renúncia fiscal. Na declaração, é preciso selecionar “doações diretamente na declaração – ECA” e optar pelo Fundo Municipal de Curitiba. Após pagar a Darf, uma cópia deve ser enviada para os e-mails projetos@fepe.org.br e mmargarida@fas.curitiba.pr.gov.br. Clique aqui para conhecer passo passo como realizar sua doação!
Sobre a FEPE
A FEPE completa 59 anos de fundação no dia 23 de março. A Escola da FEPE atende hoje cerca de 280 crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual e múltipla deficiência gratuitamente por meio de um programa que abrange mais do que atividades curriculares; a FEPE oferece a seus alunos atendimentos de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, assistência social e aulas de música, dança, culinária e muito mais. A instituição é conhecida por realizar o famoso Teste do Pezinho que cuida da saúde dos recém-nascidos; também se preocupa com a gestante, ampliando o Teste da Mãezinha. Em média são realizados 18.000 exames por mês para prevenção de 06 doenças. O Laboratório da Fepe pesquisa doenças raras, trabalho reconhecido internacionalmente. Acesse o site fepe.org.br e saiba mais sobre os projetos e as formas de apoiar a FEPE.