Gratuito e obrigatório



O Teste do Pezinho é um exame realizado em recém-nascidos que tem por objetivo prevenir o desenvolvimento de doenças que podem levar à deficiência intelectual e causar inúmeras outras sequelas à saúde da criança.

O Teste do Pezinho realizado pela FEPE para os recém-nascidos paranaenses diagnostica as seguintes doenças: Fenilcetonúria, Hipotireoidismo Congênito, Fibrose Cística, Anemia Falciforme e outras Hemoglobinopatias, além da Deficiência da Biotinidase e da Hiperplasia Adrenal Congênita. Estas são doenças congênitas, de herança genética, que, se diagnosticadas e tratadas precocemente, oportunizam desenvolvimento normal às crianças afetadas.

O Teste do Pezinho é gratuito e obrigatório, por isso, todo bebê nascido em território brasileiro deve fazer o teste no momento da alta hospitalar.

Sendo um Programa Nacional de Triagem Neonatal, implantado pela Portaria nº 822/2001 do Ministério da Saúde, garante o direito ao exame a todos os recém-nascidos, e tratamento àqueles com diagnóstico positivo para alguma das doenças triadas.

No Paraná, a FEPE mantém um Laboratório, conhecido como Centro de Pesquisas, e um Ambulatório, responsáveis pela manutenção do Programa no Estado.

COMO É REALIZADO

O Teste do Pezinho é um exame simples e quase indolor realizado através da coleta de gotinhas de sangue do calcanhar do recém-nascido – daí o nome popular do exame.

Essas gotinhas são coletadas pelo profissional de enfermagem em um papel filtro. Após a secagem do sangue nesse papel, as amostras são enviadas ao Laboratório da FEPE para análise.

Para que o procedimento ocorra de forma tranquila é recomendado que a mãe segure o filho em pé, no seu colo. Dessa forma, o bebê se sentirá mais seguro e a posição do pezinho, voltado para baixo, facilitará a saída de sangue.

QUANDO DEVE ACONTECER

A coleta do sangue para o Teste do Pezinho deve acontecer preferencialmente quando o bebê completar as 48 horas de vida, mas sempre na alta hospitalar, independentemente do tempo de vida de bebê.

6 DE JUNHO: DIA NACIONAL DO TESTE DO PEZINHO

A Lei que institui o Dia Nacional do Teste do Pezinho foi sancionada pelo governo federal no dia 6 de dezembro de 2007. O projeto de lei, apresentado pelo Senador Flávio Arns, a pedido da Unisert - União Brasileira dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal, teve por finalidade informar à população sobre a importância do teste e garantir seu desenvolvimento e continuidade.

Prevenir a deficiência intelectual e a evolução de outras doenças graves no bebê significa, para a família, evitar problemas sociais, econômicos e emocionais; e, para a comunidade e o Estado, a redução de grandes recursos especializados, que deverão ser colocados à disposição por toda a vida da pessoa com deficiência.

A FEPE - Teste do Pezinho - Teste da Mãezinha - Escolas - Doe - Notícias - Contato
Video Institucional - Produtos e Serviços - Relatórios - Parceiros - Trabalhe Conosco