img_2786

FEPE realiza evento em parceria com a SESA

Na tarde dessa terça-feira, 26/06, a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE), realizou, em parceria com a Secretária Estadual de Saúde do Estado do Paraná (SESA) em comemoração a campanha Junho Lilás, um evento de capacitação com o objetivo de reforçar a importância da realização do Teste do Pezinho no Estado.

O evento contou com a presença dos profissionais dos municípios da 1ª, 2ª e 3ª regional de saúde que tiveram a oportunidade de conhecer, discutir e tirar dúvidas sobre os desafios da saúde preventiva, com palestras ministradas por profissionais de renome dentro da Triagem Neonatal em nosso Estado.

Foram tratados assuntos como: O Programa de Triagem Neonatal, com a Dra. Iolanda Novadzki; Teste do Pezinho (Coleta, Transporte e Interferentes no diagnóstico laboratorial), com a Coordenadora do Laboratório, Mouseline Torquato Domingos; Sistema de Busca Ativa, com a Assistente Social Adriane Champoski; Fenilcetonúria e Deficiência de Biotinidase, com a Dra. Ivy Furtado; Hemoglobinopatias, com a Dra. Débora Camargo; Fibrose Cística, com o Dr. Carlos Riedi; Hipotireoidismo Congênito, com a Dra. Marcella Rabassi e Hiperplasia Adrenal Congênita, com o Dra. Gabriela Kraemer.

Também foi ofertada uma visita guiada ao laboratório da FEPE, onde os participantes puderam conhecer na prática como é feita a análise das coletas que chegam dos Hospitais e unidades de saúde de todo o Estado.

01

Junho Lilás: O Mês do Teste do Pezinho

O Dia Nacional do Teste do Pezinho é festejado na data de 6 de junho em todo o Brasil, em comemoração à criação do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) pelo Ministério da Saúde, em 2001, o qual prevê o diagnóstico precoce e tratamento pelo SUS de doenças graves no recém-nascido.

A campanha “Junho Lilás” foi instaurada pela União Nacional dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal (UNISERT) a fim de fortalecer esse importante programa. No Paraná, a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE) é a única instituição credenciada pela Secretaria de Saúde do Estado para a realização do PNTN.

O Teste do Pezinho é um exame realizado a partir do sangue coletado, preferencialmente, do pé do recém-nascido. Por meio dele, é possível detectar, de maneira efetiva, algumas doenças genéticas ou metabólicas que podem comprometer a saúde da criança.

Atualmente, o Teste do Pezinho é obrigatório em todo o território nacional. Na FEPE, é disponibilizado aos bebês o diagnóstico precoce, tratamento e acompanhamento, totalmente gratuitos, para as seguintes doenças: Fenilcetonúria, Hipotireoidismo Congênito, Fibrose Cística, Anemia Falciforme e outras hemoglobinopatias, Deficiência de Biotinidase, Hiperplasia Adrenal Congênita e outros cinco distúrbios de oxidação de ácidos graxos.

Além do Teste do Pezinho, o PNTN proporciona exames confirmatórios gratuitos para o recém-nascido, como por exemplo, o Teste do Suor, considerado padrão ouro na confirmação da Fibrose Cística.

As amostras de sangue coletadas nas Maternidades e Unidades de Saúde são encaminhadas para análise laboratorial na FEPE.  Atualmente, são triados mensalmente mais de 17 mil recém-nascidos no Estado. No ano de 2018, a instituição realizou 1.043.862 testes do Pezinho e 667 testes do suor.

Os casos suspeitos são encaminhados para consultas e exames confirmatórios pelo SUS, no ambulatório especializado da FEPE ou nos hospitais parceiros, onde atuam profissionais da Fundação.

Esse ano, o PNTN completa 18 anos. O objetivo da campanha é conscientizar a população sobre a importância da realização do teste nos primeiros dias de vida do bebê. A cor lilás foi escolhida com o intuito de representar tranquilidade e transformação.

Na última quinta-feira, 06/06, os funcionários do Laboratório e Ambulatório da FEPE, foram homenageados durante a comemoração do dia Nacional do Teste do Pezinho. Durante a Cerimônia a Coordenadora do Serviço de Referência em Triagem Neonatal do Paraná, Mouseline Torquato, falou sobre a importância do programa para os recém-nascidos e agradeceu a todos os colaboradores pelo trabalho de excelência.

O Presidente da instituição, Alexandro Luiz Barbosa, também parabenizou os funcionários do Laboratório pelo trabalho realizado e ressaltou a importância que isso tem para a história da FEPE. Os colaboradores foram presenteados com uma camiseta personalizada nas cores da campanha e um almoço especial acompanhado de um bolo especial.

A instituição contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, que iluminou, com a cor lilás, o prédio da Praça do Japão, na semana do dia 06/06. O Hard Rock Cafe, também aderiu a campanha e iluminou a sua fachada na terça-feira, 11/06.

_mg_6544

Setembro Roxo: O mês de conscientização da Fibrose Cística

O Setembro Roxo é o mês de conscientização da Fibrose Cística, doença genética que faz com que o corpo acumule secreções tipo muco em diversos órgãos, mas, principalmente nos pulmões e no pâncreas. Se não tratada precocemente pode ocasionar complicações como doença respiratória crônica e desnutrição.

A Fibrose Cística é uma doença que não tem cura, porém se identificada e tratada precocemente proporciona ao paciente uma maior qualidade de vida. Esta é uma das seis doenças pesquisadas na Triagem Neonatal, através do Teste do Pezinho, no Estado do Paraná. O Teste é realizado gratuitamente pela Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE) e identifica recém nascidos com suspeita de ter a doença, que só poderá ser confirmada através do Teste do Suor, também realizado pela Instituição.

Atualmente, existem 163 pacientes com Fibrose Cística realizando acompanhamento regular no Serviço de Referência em Triagem Neonatal no Paraná, só em 2018 foram detectadas 11 crianças com a doença.

A FEPE é responsável pelo Serviço de Referência em Triagem Neonatal no Paraná e o Laboratório Especializado em Triagem Neonatal de Santa Catarina, auxiliando na prevenção e diagnóstico de doenças raras. Além de fazer os exames, o Programa de Triagem Neonatal tem o compromisso de realizar exames confirmatórios, tratamento e monitoramento dos pacientes que estão em tratamento, através do SUS. O Programa é gratuito aos usuários dos sistemas público ou privado.

Teste do Pezinho realizado pela FEPE