Atendimento Especializado

A Educação Especial atende crianças, jovens e adultos com todas as Necessidades Educativas Especiais, de várias formas, entre elas estão as Escolas Especiais, salas de recursos, atendimentos individuais e professores de apoio.

As Escolas Especiais, no cenário Nacional, são compreendidas como instituições segregadoras. No Paraná, no entanto, ela ganhou uma roupagem nova, foi ressignificada nos aspectos pedagógicos, psicológicos e sociais, oferecendo um currículo adequado e adaptado, com atendimentos de forma completa à toda pessoa com Deficiência Intelectual Grave, Múltipla Deficiência e Transtorno Global do Desenvolvimento. Por esta razão mesmo sendo a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional adepta totalmente a inclusão educacional e social, mantém duas Escolas na Modalidade Educação Especial, contando com materiais, equipamentos e professores especializados.

As Escolas lutam pelos Direitos da Pessoa com Deficiência na Educação, Assistência Social e Saúde, buscando a equiparação de oportunidades, tendo os estudantes acesso a uma educação capaz de responder às suas necessidades. Dentre os profissionais que atuam na Escola, estão: professores com especialização em educação especial (Regentes, Artes, Educação Física, Tecnologia da Informação e da Comunicação), Agentes Educacionais, Instrutora Brinquedista, Pedagogas, Nutricionistas, Psicólogas, Fisioterapeutas, Enfermeiras, Fonoaudiólogas, Terapeuta Ocupacional, Neurologista, Assiste Social.


Funcionamento

De segunda a sexta feira

Manhã: das 7h20 às 11h30

Tarde: das 13h10 às 17h20

Contato: (41) 3111-1818


Programas

Ensino Fundamental

6 a 15 anos - Anos Iniciais (1° e 2° ciclo)

O ensino fundamental é uma das etapas da educação básica no Brasil. Tem duração de nove anos, sendo a matrícula obrigatória para todas as crianças com idade entre 6 e 14 anos. Na Educação Especial, no Estado do Paraná, ela se estende até 15 anos.

Desta forma, a Escola da FEPE que oferta este Programa é a Escola Ecumênica que apresenta uma proposta pedagógica curricular de acordo com os conteúdos propostos pela Base Nacional Comum Curricular, visando o desenvolvimento nas áreas cognitiva, psicomotora e sócio afetiva, com conteúdos adaptados inseridos nas disciplinas específicas de português, matemática, história, geografia, ciências, ensino religioso, arte e educação física, visando paralelamente a independência e a autonomia.

A organização pedagógica segue as orientações da Secretaria de Estado de Educação do Paraná, explícitos no Parecer Bicameral 2018, onde os alunos podem realizar o Ensino Fundamental em dois ciclos. No primeiro, os estudantes poderão fazê-lo em quatro etapas, uma a cada ano e no segundo poderá ser feito em seis etapas ou seis anos. Dentro da proposta recebem, na grade curricular, atendimento de Arte e Educação física. A fim de enriquecer a proposta pedagógica a Escola oferece ainda atendimento de Brinquedoteca, Biblioteca e Tecnologia da Informação e Comunicação.

O Ambulatório de Estimulação Neurosenssorial é ofertado aos estudantes, através de um convenio especifico com o SUS, no qual possibilita-se atendimentos clínicos nas áreas de Fisioterapia, Nutricionista, Enfermagem, Psicologia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Fonoaudiologia e Neurologia.


Educação de Jovens e Adultos (EJA)

A partir de 16 anos - Fase I

A Fepe oferece a EJA - fase I na Escola Ecumênica Juril Carnasciali, o qual compreende o primeiro segmento do Ensino Fundamental na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos, objetivando a conclusão da Educação Básica e possibilitando  a continuidade do Ensino ao Estudante que completa 16 anos. Os conteúdos seguem as Diretrizes Curriculares Estaduais, as Normativas da Base Comum Curricular, os Referenciais Curriculares do Paraná e o Parecer Bicameral 2018, do Conselho Estadual de Educação.

De acordo com o Parecer os estudantes devem ser incluídos em duas Unidades: Ocupacional de Produção ou Ocupacional de Formação Inicial. Para as turmas que se encontram em processo de letramento e alfabetização indica-se a Unidade Ocupacional de Formação Inicial, os quais poderão futuramente ser encaminhados para cursos na comunidade e ou diversas atividades externas inclusivas. Já para os alunos que tenham maior habilidade com produção, indica-se a Unidade Ocupacional de Produção.

Para estudantes que tenham maior comprometimento cognitivo ou múltiplo o parecer propõe o Currículo Funcional, visando atividades que auxiliem os estudantes a tornarem-se o mais independente possível melhorando a sua qualidade de vida.

Metodologicamente recebem atendimento de uma professora Regente com apoio de uma Agente Educacional, a proposta ainda prevê na grade curricular atendimento de Arte e Educação física.  A fim de enriquecer a proposta pedagógica para os jovens adultos, a Escola oferece atendimento de Brinquedoteca, Biblioteca e Tecnologia da Informação e Comunicação.

O Ambulatório de Estimulação Neurosenssorial também é ofertado aos estudantes da EJA, através de um convenio especifico com o SUS, no qual possibilita-se atendimentos clínicos nas áreas de Fisioterapia, Nutricionista, Enfermagem, Psicologia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Fonoaudiologia e Neurologia.