91658027_3502166689798195_8500071768654872576_o

Orientações para os Hospitais e Unidades de Saúde de SC – Envio Teste do Pezinho

#FEPEcontraocoronavírus: PARA AS UNIDADES DE SANTA CATARINA:
 ⠀
Reiteramos a todos os hospitais e Unidades de saúde de Santa Catarina que não deixem de enviar as coletas realizadas. Como algumas agências dos Correios encontram-se fechadas, devido a pandemia de coronavírus, a equipe do Serviço de Referência em Triagem Neonatal, orienta que os profissionais procurem a agência mais próxima da sua unidade para realizar o envio. Abaixo você encontrará uma listagem com as informações das unidades dos correios que continuam abertas.
A equipe do laboratório também orienta que os profissionais não deixem de realizar as coletas, pois, como tratam-se de doenças extremamente graves, a não realização pode trazer consequências irreversíveis para a saúde do recém-nascido. O calendário de vacinas foi alterado, porém, o Teste do Pezinho continua normalmente no estado.
Como forma de evitar que as famílias retornem aos hospitais e unidades de saúde, o Laboratório orienta que alguns cuidados sejam redobrados no momento de realização da coleta. São eles:
 ⠀
• A coleta dever ser realizada após 48 h de vida até o 5 dia;
• Encharque o papel filtro com sangue;
• Não pinte o papel filtro com sangue girando a ficha de coleta;
• O sangue deve preencher e encharcar o papel filtro;
• Não acumule ficha coletada, principalmente se a criança já tem um resultado anterior alterado;
• Evite recoletas por sangue insuficiente, o sangue pode ser arterial ou venoso. Use o dispositivo apropriado se necessitar essa via de acesso ao sangue;
• Algumas agências de correio estão inoperantes. Consulte a tabela e, se for na sua região, procure a agência mais próxima;
• As amostras de sangue coletadas devem secar por 3 horas e, depois, devem ser guardadas em geladeira dentro dos envelopes de porte pago. Por favor, coloque um bilhete na porta da geladeira para que as amostras não sejam esquecidas.
 ⠀
Estamos em contato com a Secretária de Estado da Saúde de Santa Catarina e os Correios afim de evitar a interrupção do Teste do Pezinho, tão importante para o bebê. Ficamos à disposição para responder eventuais dúvidas e auxiliar nos procedimentos. Não se esqueça: o Teste do Pezinho pode salvar vidas.
 ⠀
Mais informações, pelo telefone: (41) 3111-1836, ou pelo e-mail: secretaria@fepe.org.br.
 ⠀
Confira as agências que permanecem abertas:
Última atualização: 29/04/2021
screenshot_1
 screenshot_3
screenshot_2
 screenshot_2
screenshot_2
screenshot_2
whatsapp-image-2021-04-09-at-14-30-30

Amostras do Teste do Pezinho passam a ser enviadas para a Fepe por Sedex

A Secretaria de Saúde do Estado do Paraná (Sesa) oficializou, no dia 17 de Março, que os envios das amostras de sangue do Teste do Pezinho e da Mãezinha passarão a ser entregues para análise, no laboratório da Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe) pelo Serviço de Encomenda Expressa Nacional (Sedex). O transporte tanto do material como dos exames é  custeado pelo Estado. O objetivo é garantir maior AGILIDADE no processo de envio das amostras coletadas nas Maternidades e Unidades de Saúde de todo o Estado e o RASTREAMENTO dos envelopes enviados, garantindo maior efetividade no recebimento dos testes na Fepe.

“O trabalho que realizamos em esforço conjunto com a Sesa na Fepe, é de extrema importância para milhares de recém-nascidos do nosso Estado. Estamos sempre buscando maneiras de aperfeiçoar todas as etapas do processo da Triagem Neonatal, desde a coleta das amostras, seguimento clínico e tratamento dos casos positivos. É isso que torna o trabalho da instituição referência em todo o país”, afirma o Presidente da Diretora Executiva da Fepe, Alexandro Luiz Barbosa.

O Teste do Pezinho é um exame realizado a partir da análise laboratorial da amostra de sangue coletada do calcanhar do recém-nascido. A coleta deve ser realizada no momento da alta hospitalar. A agilidade no diagnóstico precoce é fundamental para garantir que o paciente seja encaminhado para tratamento, o mais rápido possível, diminuindo as chances de que o bebê venha desenvolver complicações graves causadas pelas doenças pesquisadas.

Essa mudança é extremamente benéfica para os recém-nascidos. Com ela, o Paraná larga na frente ofertando maior excelência no transporte do Teste do Pezinho e Testa da Mãezinha garantindo uma qualidade de vida muito maior para os paranaenses.

Para mais informações basta acessar o Oficio Circular nº 4/2021 da Diretoria de Atenção em Vigilância em Saúde da Sesa.

whatsapp-image-2021-04-08-at-09-14-47

Fepe e RPC Juntos Contra a Fome

A Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – Fepe – está participando da campanha “Juntos contra a Fome”, lançada no dia 27/03, pela Rede Paranaense de Comunicação – RPC, que tem como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis, em Curitiba e Região Metropolitana, que serão entregues nas entidades participantes.

“Graças a campanhas de arrecadação e a solidariedade das pessoas nós podemos garantir que o serviço de proteção especial para os nossos 320 alunos e suas famílias seja mantido”, comenta o presidente da diretoria executiva, Alexandro Luiz Barbosa.

Como posso doar?

As doações deverão ser entregues na sede da Fepe, localizada no endereço: Av. Prefeito Lothário Meissner, 836 – Jardim Botânico, das 8h às 17h. Para dúvidas ou informações, basta entrar em contato através do telefone: (41) 98518-9084 (Captação de recursos).

 

whatsapp-image-2021-04-08-at-09-14-47

01

Fepe lamenta falecimento da ex-vereadora Dona Lurdes

É com grande pesar que lamentamos a morte da ex-vereadora de Curitiba, Dona Lurdes, na última quinta-feira, 01/04. Uma mulher batalhadora e dedicada referência em honestidade, carinho, compaixão e ajuda aos mais necessitados.
Dona Lurdes foi vereadora da cidade por quatro mandatos consecutivos, de 2005 a 2020. Desde 2018 a vereadora apoiou a Fepe com a destinação de emendas parlamentares que ajudaram a garantir a continuidade do atendimento clínico e educacional para 320 alunos.
“É realmente uma perda muito grande para a cidade. Um exemplo de profissional dedicada com o bem-estar da população. Muito obrigado pelos anos de um trabalho que, realmente, fizeram a diferença para os curitibanos. Falo em nome de toda a família da Fepe quando digo que a senhora nos ajudou a transformar vidas”, comenta o presidente da diretoria executiva da Fepe, Alexandro Luiz Barbosa.

whatsapp-image-2021-03-19-at-10-59-10

Fepe completa 62 anos

A Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe) comemora nessa terça-feira, 23/03, 62 anos. Muita coisa aconteceu em todos esses anos de existência. A Fepe ampliou seu atendimento educacional e de saúde para a Pessoa com Deficiência, tornando-se referência em todo o estado. Os trabalhos desenvolvidos pela Escola Ecumênica, tem sido de grande importância para os 320 alunos atendidos.

O Ambulatório de Estimulação Neurossensorial oferece atendimento clínico voltado à habilitação e reabilitação dos pacientes, graças a uma equipe de profissionais formados por Fonoaudiólogas, Psicólogas, Fisioterapeutas, Assistentes Sociais, Terapeutas Ocupacionais e Neurologista.

Na área da Triagem Neonatal foram anos de trabalho duro, pesquisa e aperfeiçoamento que deixariam os fundadores orgulhosos. Como a única instituição credenciada pela Secretária de Saúde do Estado do Paraná para realizar o Programa Nacional de Triagem Neonatal a Fepe tem garantido um trabalho de excelência no diagnóstico precoce, tratamento e acompanhamento para as doenças pesquisadas pelo Teste do Pezinho para os mais de 27 mil bebês triados todos os meses.

“É realmente uma data a ser lembrada por todos. Graças a um grupo de pessoas que queriam fazer a diferença, é que hoje estamos aqui. Desde a sua fundação a Fepe tem crescido e expandido suas atividades. É realmente muito gratificante fazer parte dessa instituição que, ano após ano, transforma a vida de milhares de pessoas”, afirma o Presidente da Diretoria Executiva da Fepe, Alexandro Luiz Barbosa.

 

O Início

 

A história da Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe) começou no dia 23 de Março de 1959, no Paço da Liberdade, antiga sede da Prefeitura Municipal de Curitiba. Em uma de suas salas, reuniram-se um grupo de pessoas que, mesmo que ainda não soubessem, davam um importante passo, não só para a história da Instituição, mas também para o cuidado e inclusão da Pessoa com Deficiência no Paraná. A Associação “A Voz do Povo” foi idealizada pelo então radialista e deputado Jorge Miguel Nassar, juntamente com um grupo composto por Léo Rebulli; Irany Fonseca; Iberê de Mattos; Doria Doriff; Augusto Veloso; Gilberto Felix da Silva; Flavio Horizonte da Costa; Rubens Hebert; Mario Martins; José Gobli; Clidorema Ferreira Seixas; Euclides Pereira; Claudino Bertonchelli; Waldemar Braga e Afonso Haluch, tendo como objetivo levar apoio e assistência social à infância, à velhice e à pobreza desamparada

O então prefeito de Curitiba, o General Iberê de Mattos, fez a doação de um terreno para a Associação “A Voz do Povo” onde foi estabelecida a sede oficial da instituição que, anos depois, continua a exercer suas atividades no mesmo local. Entretanto, foi apenas no dia 15 de janeiro de 1970, com a nova junta de diretoras, que a Associação “A Voz do Povo”, tornou-se a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional.

whatsapp-image-2021-03-16-at-13-42-27

Nós lutamos pela vida!

A Prefeitura Municipal de Curitiba decretou o lockdown na cidade, entre os dias 15 a 19 de março. A Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional está entre os serviços essenciais e não parou o seu trabalho.

Mesmo com alguns colaboradores em regime de escala e homeoffice, o Serviço de Referência em Triagem Neonatal está trabalhando a todo o vapor para garantir segurança e qualidade de vida para os recém-nascidos do Paraná e de Santa Catarina.

Nós lutamos pela vida!

whatsapp-image-2021-03-16-at-13-42-27

154201352_4469518509729670_6119517685170646650_n

Dia Mundial das Doenças Raras

Comemorado em mais de setenta países o Dia Mundial das Doenças Raras é celebrado oficialmente no dia 29 de Fevereiro, nos anos bissextos, e nos demais anos no dia 28. A data foi instaurada no ano de 2008 pela organização Européia de Doenças Raras – Eurodis.

A data tem como objetivo alertar e sensibilizar a população, órgãos públicos, médicos e especialistas da área da saúde sobre as doenças raras, quais os tipos e as dificuldades que os portadores enfrentam para conseguir tratamento médico. Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS, doenças raras são aquelas que afetam até 65 pessoas a cada 100 mil indivíduos. No Brasil, estima-se que existam cerca de 13 milhões de pessoas com doenças raras.

No Paraná, a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – Fepe – em parceria com a Secretária de Saúde do Estado do Paraná (Sesa) e o Conselho de Secretários e Municipais de Saúde do Estado, é responsável pelo Cadastro de Síndromes e Doença Raras do Paraná (Sidora).

O cadastro tem como objetivo identificar e conhecer a realidade das pessoas com Doenças Raras e associações que prestam serviços para os portadores das doenças. Os dados obtidos por meio do cadastro são essenciais para a continuação e manutenção das ações dos cuidados necessários para essa parcela da população.

whatsapp-image-2021-02-12-at-09-34-51

Fepe realiza entrega de mais de 16 toneladas de alimentos para as famílias dos alunos da Escola Ecumênica

Apesar da pandemia do Coronavírus a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Fepe) com o apoio de empresas e pessoas que acreditam e confiam no nosso trabalho conseguiu dar continuidade em seu serviço socioassistencial realizando entrega de cestas básicas de alimentos e produtos de limpeza e higiene pessoal aos alunos da Escola Ecumênica e seus familiares.

Nos meses de Outubro a Dezembro, foram entregues 389 cestas para famílias dos alunos da Escola Ecumênica. No mês de dezembro, a instituição realizou uma campanha de natal, arrecadando, além dos alimentos básicos (Arroz, Feijão, Óleo, etc.), itens de natal como: Latas de Pêssego, Panetones e Caixas de Bombons. A Fepe, que tem realizado a entrega das cestas desde o início da pandemia, já entregou mais de 1.373 cestas, totalizando mais de 16 toneladas de alimento não perecíveis.

“Nós da Fepe somos extremamente agradecidos por todo o apoio que recebemos durante o ano. O trabalho de entrega das cestas aos nossos alunos só foi possível graças à solidariedade dos nossos parceiros. Esperamos que essa parceria se estenda por muitos e muitos anos.”, comenta o Presidente da Diretoria Executiva da Fepe, Alexandro Luiz Babosa.

Fica aqui o nosso muito obrigado aos nossos apoiadores:

Pessoa Jurídica

Mesa Brasil; Sindifisco Curitiba; Cipry Transportes e comercio LTDA; Marisa – Escola de Educação Especial Neusa Tartuce; Lojas Americanas São José dos Pinhais; Colégio Nossa Senhora da Assunção; Distribuidora Duarte

Pessoa Física

Adriana Luz de Lima; Adriane Brainta; Adriane Budal; Alessandra Giacomelli Gonçalves; Alessandro; Andrea; Antonio T Silva; Bruno; Carla Cristiane; Carla; Tria; Célia; Cidinha; Cintia Peres; Claudia Tria; Claudio; Claudiane; Cristiane; Stolf; Cristina Rodoc; Daniele  Scheneider; Danielle Dalcanale; Denize Macedo; Derly; Dinéia Urbanek; Edson Bobel; Elaine Stadler; Eliana; Eliane; Elisandra; Elizete; Elza Mariano; Emerson Junior; Enedina; Fábio; Fabíola; Felipe; Gerusa; Maria de Souza; Helimar Lourenço; Heloane; Hosana; Jaine; Janaina; Jane; Josélia Niegray; Josiane; Jucimara; Juliana; Karla Renaut; Katia Urbanek; Lena; Lucia Jardim; Luciana Rodela; Lucinda; Luiz Renato; Lurdes; Maira Almeida; Marcelo; Margareth Alencar; Maria; Maria Clara G. Tolli; Maria Luiza; Maria Ribas; Marina dias; Marlei; Marlene; Marli; Marly; Mauro; Micheli  F. de Lima; Miriam; Misleine Boza; Pastor Davi; Patricia Ribeiro; Perla Tatiany; Professora Adelaide; Professora Jaqueline; Professora Jucimara; Professora Luciana Zandoná; Roger; Rosa Moraes; Rosalino; Rosane Pereira; Rosemary Wanda Kruger; Rosilene Mariza Hasch; Sibele; Silvana; Silvana Miranda; Sônia Niehues; Sônia; Sueli; Suzane; Tais; Tais Yumi; Talita; Telma Satel; Thelma; Valeria Medeiros; Valmir; Vanessa; Vanessa; Vera; Viviane Galvão; Waltencir; Wilson.

 

whatsapp-image-2021-01-21-at-15-31-42

Fepe realiza instalação de Painéis Fotovoltaicos

 

Na última quarta-feira, 20/01, a Fepe iniciou a captação de energia solar, por meio dos 226 painéis fotovoltaicos, instalados em diversos pontos no telhado da instituição. O Projeto Eficiência Energética e selecionado em chamada publica realizada pela Copel – Companhia Paranaense de Energia e regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica  – ANEEL as etapas de instalação e monitoramento foram executadas pela Eletron Energia S.A.

Com o início do projeto a Fepe já está contribuindo com o meio ambiente por meio de uma fonte renovável de energia limpa. Além dos painéis também foi realizada a substituição de 530 lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED, que auxiliarão na diminuição do consumo de energia. A estimativa é de que a economia de energia elétrica seja mais de 30% no valor anual da conta de luz. Toda a quantia economizada será revertida para a manutenção das atividades, programas e projetos da Organização oferecidos ao público-alvo.

“Essa é uma grande conquista para a Fepe. Além de estarmos gerando a nossa própria energia, o que automaticamente nos proporcionará recursos que garantirão a manutenção das nossas atividades, também estamos caminhando em direção ao mundo mais auto-sustentável”, afirma o Presidente da Diretoria Executiva, Alexandro Luiz Barbosa.

Para saber mais sobre o Sistema Fotovoltaico, acesse: www.eletronenergia.com.br/esta-aberta-chamada-publica-da-copel-para-projetos-de-reducao-do-consumo-de-energia/

 

Cestas

SINDIFISCO doa 100 cestas básicas para a Fepe

No dia 21 de dezembro de 2020, o Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal – SINDIFISCO, realizou mais uma doação de 100 cestas básicas para as famílias dos alunos da Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – Fepe. Ao todo, foram 800 cestas básicas doadas este ano pelo Sindicato. “Nós fomos abraçados por essa onda de amor e solidariedade, em função de ver que estávamos bem em casa, protegidos, enquanto tinha gente que se quer tinha uma máscara para se proteger do vírus.” Celso José de Oliveira, presidente do Sindifisco.

Para o presidente da Fepe, Alexandro Luiz Barbosa, a doação das cestas é algo fundamental: “É uma ação muito significativa e que faz total diferença no dia a dia das 320 famílias que são atendidas pela nossa Instituição. Somos imensamente gratos ao SINDIFISCO. Muito obrigado!”.

A ação do SINDIFISCO na Fepe foi transmitida em uma matéria para a RPC TV, afiliada da Rede Globo em Curitiba. Clique no link para conferir: https://globoplay.globo.com/v/9118790/