Como enviar o Teste do Pezinho e da Mãezinha pelo Sedex

Desde 2021, o transporte das fichas do teste do pezinho passou a ser enviado via Sedex.  Mas você ainda pode enviar os envelopes antigos, basta apresentar a carta de postagem.

 

Confira o que fazer em caso de dúvidas:

 

1 – Fui à Agência e os Correios não estão aceitando os envelopes:

Os Correios, por se tratar de um exame importante, vão continuar aceitando os envelopes antigos, basta apresentar o cartão postal. Lembre-se de mandar as fichas diariamente, independente da quantidade.

2 – Não tenho mais o Cartão Postal, o que fazer?

O Cartão Postal foi encaminhado em Maio de 2021, juntamente com a carta explicativa em papel sulfite. No site da Fepe, o cartão está disponível para download. Ele deve ser destacado e guardado. Caso ache necessário você pode recortar a imagem do cartão e plastificar, colocar em um saco plástico ou em um porta crachá. O importante é mantê-lo sempre em bom estado. Lembre-se de designar uma pessoa responsável para realizar, diariamente, o envio dos Testes pela Agência dos Correios. Procure a unidade mais próxima levando os envelopes e o Cartão Postal em mãos.

É importante lembrar que o objeto postado é destinado exclusivamente a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional – Fepe. Portanto, utilize o Envelope Sedex somente para o transporte do Teste do Pezinho e Teste da Mãezinha.

3 – O motorista ou encarregado está acostumado a deixar os envelopes na Agência e ir embora:

O envio por Sedex permite mais agilidade e rastreabilidade. Por isso, permaneça no local até receber o comprovante de entrega, onde consta o número de rastreio da remessa postal. Este também equivale ao faturamento dessa remessa que é importante para a Secretaria de Saúde do Estado do Paraná.

4 – Ainda tenho dúvidas sobre a postagem, com quem posso falar?

Em casos de dúvidas sobre o envio do teste do pezinho por Sedex, favor entrar em contato pelo email secretaria@fepe.org.br ou pelo telefone: (41) 3111-1836.

Você também pode baixar o documento aqui!

Clique Aqui para conferir como enviar os envelopes antigos e veja as novas normas do processo de transporte das fichas.

Compatilhe:

Facebook
Email
WhatsApp
Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content